A PEQUENA MISS SUNSHINE (2006) – ARTIGO

A força interior de A Pequena Miss Sunshine! 

Hoje vamos relembrar e refletir sobre um filme que assisti em 2014 e que novamente me fez parar e pensar que eu e nem ninguém deveria desistir de seus sonhos… ‘A pequena Miss Sunshine’, que foi dirigido por  Jonathan Dayton. 

No começo eu confesso que me senti um pouco desconfortável com a atitude do Richard, mas ao desenrolar da história, passei a entende-lo. Entendi o porque daquele homem frustrado e digamos que viciado por sucesso. Por pavor. Eu sei, porque já senti isso e com certeza você também. No meu mundo existe o medo e o pavor, e digamos que o que ele sentia era pavor. O homem era louco por sucesso e não pelo dele, mas pelo dos outros, o que o tornava mais estranho ainda.

Você, que talvez não tenha assistido A pequena Miss Sunshine ainda, deve estar achando que estou exagerando. Pois é, eu não estou.

O homem parecia legal e ao mesmo tempo irritante com aquela personalidade meio confusa. Em um momento do filme eu até senti pena, mas está ai uma coisa que eu não gosto de sentir por ninguém. Pena. Ele se mostrou fraco o filme inteiro, mas me surpreendeu no final.
Sobre a pequena Olive? Ah, Olive… Eu tenho certeza de que em algum momento da sua vida, você já esteve no lugar dela. Você tem um sonho e depende daquele ser frustrado pra alcançar. Aquele ser que você ama tanto, porém, ele não reconhece isso. Ela meio que vivia em um mundinho só dela. Um mundinho colorido recheado de sonhos e canções.

filme-a pequena miss sunshine-76914

Confiava em um velho bobo que adorava açúcar.
Era tão pura quanto a Ivy do filme ‘A Vila’.
Um dos momentos que me levou a refletir foi quando o vovô disse:

“O verdadeiro fracassado não é alguém que não vence.
O verdadeiro fracassado é aquele que tem tanto medo de não vencer
que não chega a tentar”.

Era o que a pequenina sentia ao longo da história, mas permanecia de pé. Mas chega uma hora que cansa. Cansa ser perfeito pros outros. Eu não preciso ser o que querem que eu seja. Eu não preciso satisfazer as expectativas alheias. Eu preciso ser o que eu quero ser porque eu quero ser. Eu quero satisfazer as minhas próprias expectativas. Eu sou minha e de mais ninguém.

As coisas mudam quando passamos por dificuldades. As coisas mudam quando perdemos alguém importante em nossa vida. Abrimos os olhos e passamos a enxergar as coisas.
Passamos a enxergar e o mais importante. Passamos a entender.

Você precisa assistir A pequena Miss Sunshine ao menos uma vez por ano, só pra gente lembrar como é o apelo de não desistir e como isso afeta nossa vida ao redor. Little Miss Sunshine é o acervo mais maravilhoso de  Jonathan Dayton.