CRÍTICA: EXTINÇÃO – Netflix fracassando outra ideia jogada de Hollywood

Esta difícil da Netflix acertar, estamos vendo tropeços em cima de tropeços. Buscando filmes que estão sendo rejeitados por Hollywood, a rede de streaming tem comprado ideias como Aniquilação, estrelado por Natalie Portman, os sofríveis Cloverfield Paradox, Próxima Parada: Apocalipse e Extinção com a ideia boa mas executada errada. Começo a achar que Netflix funciona mesmo é na base da sorte. 

Juro que assisti Extinção na tentativa de me agradar, depois do TAU – outra ideia boa que ficou uma bagunça –  assistir esta adaptação na intenção de terminar falando bem do filme. Mas infelizmente Netflix continua tropeçando. O filme Extinção nos deixa na duvida da sanidade do protagonista, se tudo o que está acontecendo é realmente real ou não e até que ponto devemos acreditar. Sem mencionar toda a loucura desse mundo futurista. A atuação de Michael Peña esta boa, infelizmente o filme não exige muito dele, ele faz o que pode para entregar um bom trabalho.

Extinção vem carregado de algumas reviravoltas, umas dão muito certo e outras não, temos a virada do drama para um longa de ficção cientifica e percebemos que um dos maiores problemas deste filme está na direção. Dirigido por Ben Young, temos muitos problemas de construção aqui. A edição é precária, com cortes sem sentido, closes exagerados e cenas de lutas em que você não entende quem está apanhando de quem e MUITAS cenas sem sentindo. (Todo mundo sendo atacada e ao invés do povo fazer silencio para conseguir se salvar, faz barulho. Vai lá fazer barulho, tu é figurante, feito pra morrer estupidamente mesmo).

Extinção só não é tão ruim porque Próxima Parada: Apocalipse é pior e o carisma de Peña salva, mas tirando isso, não vejo nada produtivo e bom no filme, o roteiro que ate começa bem escrito por Eric Heisserer (A Chegada 2016) como roteirista principal – nem dá pra acreditar que é do mesmo roteirista – se perde nas próprias soluções que o filme dá. Em falar em roteiro, são três roteirista, talvez esse tenha sido o fator de errado em alguns furos, mas nunca saberemos. A ideia do filme é ótima, o plot twist ate que é maravilhoso, mas até chegar nessa parte eu já nem estava mais ligando pela ideia boa que o roteiro teve. Nem ao menos me importando quem morria ou não! 

Extinção é um filme que Hollywood jogou fora e Netflix literalmente catou e não conseguiu fazer um trabalho legal com ele. Mas mesmo assim é um filme que dá para assistir, tirar suas próprias conclusões e ficar de queixo caído com o plot twist, uma pena que o roteiro não se sustenta e a direção não ajuda. 


Sobre o Autor