CINEMA

CRÍTICA: JURASSIC WORLD REINO AMEAÇADO – Não convence!

A melhor cena de Jurassic Wolrd Reino Ameaçado acontece na metade do filme, onde assistimos um Brachiosaurus sem nenhum lugar para onde correr enquanto é consumido por cinzas vulcânicas. 150 milhões de anos após a extinção de sua espécie, ele não tem lugar neste mundo, mas ainda se agarra à vida. Me entristeceu ver o desespero em seus olhos enquanto perecia como seus ancestrais. Esta cena é uma metáfora adequada para esta franquia, mas acaba que essa sequência se torna algo sem expressão alguma. Jurassic World Reino Ameaçado tem boa intenção, mas o filme é tão mal colocado que que o sentimento se perde do começo a metade. 
A equipe criativa tentou fazer deste um filme de terror, o que não é realmente indicado pelos trailers. Um filme de terror com dinossauros parece incrível, mas a maneira como ele é executado aqui não é um bom filme. A direção é pobre, a escrita é atroz. As únicas boas linhas do roteiro foram entregues a Jeff Goldblum. Sinceramente, eu preferiria ter assistido a um filme inteiro apenas com ele sentado no tribunal, discutindo sobre a ética da engenharia genética. A atuação geral é mediana, o elenco tenta. Eu gostei dos estagiários, Franklin e Zia, embora eu desejasse que eles não tivessem cortado a cena que confirmamos que ela é LGBTQ. Maisie, a garotinha, foi a melhor adição ao elenco. Mas o design sujo e pesado do filme é o que me levou até o final. A fotografia é muito bem apresentada. 
A história desta vez é bastante branda e genérica. A Ilha Nublar está prestes a passar por um momento de extinção e poderiam ter deixado os dinossauros em paz, mas alguns traficantes de animais decidem que é uma boa ideia contrabandear um bando de espécies da ilha para o mundo real. E, a propósito, eles também estão desenvolvendo um super dinossauro que pode ser usado como arma de guerra. Todas boas ideias, como você pode imaginar: até tudo dar incrivelmente errado em como esse filme é contado. O vilão principal do filme é o super rico Eli Mills, interpretado por Rafe Spall. Infelizmente ele não foi muito interessante e o filme fez pouco para fazer você se importar com ele.
Nada em Jurassic World Reino Ameaçado é realmente capaz de validar o motivo dessa sequência. É uma produção realizada a fim de ganhar dinheiro, assim como os dinossauros do filme. O dilema moral está lá por um minuto, mas nunca totalmente explorado. É um pouco brando com a ação, apoiando-se mais em horror, mas até isso fica errado. Eu posso desculpar um filme ruim por tentar algo novo se pelo menos fosse divertido ou bem preparado. Mas Jurassic World Reino Ameaçado deixa a franquia pobre. 

Sobre o Autor

Dandara Aryadne
Editora, Artista plástica, ilustradora. Criadora e web influencer do site Cinema ATM onde escrevo algumas coisinhas sobre os filmes que assisto.

Deixe seu comentário