Artigos recentes

CRÍTICA: RASTROS DE UM SEQUESTRO – #originalnetflix, filme coreano aposta em suspense surpreendente!

O cinema coreano já é responsável por vários clássicos, e de alguns anos pra cá Hollywood tem prestado bastante atenção nos filmes orientais, por serem filmes de dramas, ação, terror e suspense de boa qualidade, e a Netflix que não é nada boba traz para o publico um filme que vai surpreender qualquer um. No meio de tudo isso não podemos deixar de falar de uns dos temas mais abordados no cinema coreando: VINGANÇA.  Eles sabem muito bem como criar uma história repleta de reviravoltas, e é sobre isso que o filme Rastros De Um Sequestro fala.  O filme conta a historia de Jin-Seok (Kang Ha-Neul), seu irmão mais velho Yoo-Seok (Kim Moo-Yul) é sequestrado e retorna totalmente diferente sem se lembrar dos últimos 19 dias, o jovem Jin-Seok embarca em uma perigosa jornada em busca da verdade.

O titulo em português não deixa o público curioso, pode até parecer qualquer outro filme sobre sequestro, talvez isso faça o público pensar ser um filme de ação e perseguição. O titulo em inglês, Forgotten,  traz a ideia do “esquecer” e é por ai que entendemos a primeira pista do filme. Rastros De Um Sequestro é daqueles filmes que não se pode contar mais do que a sinopse, se não é capaz de eu estragar a trama do filme que se apresenta de forma lenta, sem ser cansativa e com bastante reviravoltas.  Quando você pensa que é uma coisa vem um plot twist para acabar com sua ideia, é para você ficar com a cabeça explodindo de teorias para tentar desvendar o final. 

 

 

 

 

 

 

Confesso que quando vejo um filme coreando sempre me cria a expectativa de um filme na base da trilogia Vingança (2002-2005), para quem conhece bem esses filmes sabe que todos eles são recheados de mistérios e com finais surpreendentes ou um final chocante. Com boas atuações e uma direção impecável, Rastros de Um Sequestro” tem atuações muito boas partindo da dupla principal dos atores. Kang Ha- Neul, que faz o irmão mais novo, ainda não fez grandes coisas no cinema, e é mais conhecido pelos doramas de comédia, mas seu desempenho neste drama é ótimo. 

Kim Moo-Yul, que interpreta o irmão mais velho é um pouco mais experiente no cinema, com diversos filmes conhecidos e premiados, incluindo A Guerra Das Flechas (2011). A direção de Jang Hang-Jun consegue extrair muito bem a capacidade do elenco nas cenas dramáticas, mas ainda para quem não tem o costume de assistir o material coreano vai ainda achar estranho que o filme tenha um ritmo lento, que mais uma vez eu repito, acompanha a narrativa e não estraga o filme. A fotografia é bem enquadrada, apresentando cenas claras e ousando em tons escuros nos momentos de tensão e a câmera mantem o foco no rosto dos atores para captar bem a expressão dos atores, com cortes sutis. Pode até parecer um terror sobrenatural talvez, mas é um suspense bem ritmado. 

Do primeiro ao segundo ato, você ficara em dúvida sobre várias questões, mas não irei estragar sua experiência de desvendar essa trama, pois é isso que o diretor quer que você faça; e na maioria das vezes nem tudo é o que parece. Passando pelo terror, suspense psicológico e um ótimo drama, vale a pena você ser surpreendido por “Rastros De Um Sequestro.” 

Sobre o Autor

Deixe seu comentário


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *