CINEMA

CRÍTICA: THE TITAN (2018) – O #originalnetlix que foi consumido pelo clichê!

Muitos fatores me impediram de ser otimista quanto ao filme The Titan, lançado recentemente pela Netflix. Ainda sim, preferi dar uma chance e assisti ao filme tentando ignorar ao máximo todo e qualquer sinal de que o filme seria apenas mais uma obra rasa de Ficção Científica.  
Com um medo crescente de o planeta Terra se tornar inabitável dentro de algumas décadas, o governo inicia um projeto secreto que visa modificar a genética humana para poder povoar uma das principais luas de Saturno, conhecida com TITAN.
 
O roteiro e os diálogos do filme de Lennart Ruff não possuem grande originalidade e em boa parte do tempo, somos expostos à elementos genéricos de filmes Sci-fi pouco trabalhados, sejam eles a falta de inovação e criatividade dentro do roteiro ou a pouca profundidade dada à muitos dos personagens.
Um dos maiores problemas do filme, é o fato de que ele não consegue envolver o público à trama, mesmo tentando incessantemente criar momentos de drama que deveriam mostrar para nós o sofrimento pelo qual os soldados estão passando. O mesmo efeito se dá por conta de dois fatores: atuações de baixa qualidade que não adicionam carisma algum à história e a oscilação constante de gênero ao qual a história está sendo contada.
 
Com pouquíssima inovação, tanto na história, quanto nos personagens, minha consciência não carrega grande peso ao afirmar que The Titan é um filme que não merece grande prioridade para ser conferido dentro do extenso catálogo da Netflix.

Sobre o Autor

Dandara Aryadne
Editora, Artista plástica, ilustradora. Criadora e web influencer do site Cinema ATM onde escrevo algumas coisinhas sobre os filmes que assisto.

Deixe seu comentário


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.