CINEMA

CRÍTICA: VELOZES E FURIOSOS 8 – Funciona bem para os fãs!

Eu não tinha certeza sobre como eu me sentiria sobre Velozes e Furiosos 8. Eu gostei de todas as sequências anteriores da franquia Velozes e Furiosos. No entanto, a série começou a se desfazer e ficar forçada demais para o meu gosto, então eu não tinha ideia do que esperar desse filme. Honestamente, Velozes e Furiosos 8 me surpreendeu, é um dos melhores filmes da série (exceto pelo primeiro) com ele sendo completamente superior, mas também tem uma história que resolveu todas as pontas soltas e juntou tudo muito bem.
O que este filme fez melhor do que os últimos dois filmes Velozes e Furiosos (que eu ainda gosto) é que ele não foca atenção desnecessária em outros pontos do enredo. Em Furious 7, enquanto é uma história de vingança com Statham caçando Diesel e sua tripulação, desnecessariamente se concentrou em um dispositivo central chamado “Olho de Deus”, que ele realmente não precisa. O destino é muito mais simples e beneficia muito com isso. Eu não fiquei entendiada durante todo o filme, o ritmo do filme foi bastante rápido e ao mesmo tempo seguiu de uma forma natural. Quanto ao ponto da trama principal do filme, a razão para Dominic Toretto (Vin Diesel) trair sua equipe (sem spoilers), é realmente muito bem elaborado e funciona para o filme. Funciona em um nível emocional surpreendentemente, não é apenas divertido, mas há o suficiente neste filme para realmente se preocupar com o que está acontecendo. Eu estava presa do início ao fim, Fate of the Furious foi uma viagem muito boa.
A atuação é a mesma que é nos outros filmes, mas algum desenvolvimento de caráter real acontece neste aqui, o que significa que esses atores tinham mais para trabalhar do que em outros filmes. Vin Diesel particularmente recebe um pano emocional muito maior do que os outros filmes e enquanto ele não é tão bom como ator, ele fez bem o suficiente nestas determinadas cenas. A atuação do outro elenco funciona bem o suficiente, existe aqueles que se destacam tal como Dwayne Johnson, (como sempre), traz o seu A-game e carisma. Eu também gostei muito de Jason Statham aqui, em vez de servir como um vilão como no último filme, seu personagem desta vez faz equipe com os personagens principais e surpreendentemente funciona muito bem. Em F&F 7 ele não foi utilizado em todo o seu potencial, mas aqui ele tem muito o que fazer e traz uma certa excelência ao quadro do filme (particularmente com suas cenas ao ladod e Dwayne Johnson). No entanto, a mais destacada em desempenho é Charlize Theron, que sem dúvida interpreta a melhor vilã na história da franquia. Não só ela é inteligente, ela também é muito ameaçadora e assustadora, fazendo uma impressão real. Definitivamente um personagem impressionante para o desempenho da franquia.
A ação é ainda mais intensa do que os filmes anteriores, e isso é dizer muito. Havia duas sequências de destaque para mim, uma delas era a seqüência de Manhattan, em que o personagem de Theron hackea os carros. O outro foi praticamente todo o ato final, que envolve os carros dirigindo no gelo, bem como um submarino disparando torpedos a eles, e é absolutamente insano. Segue por tempo demais e parece uma loucura exagerada, mas é divertido de assistir. As leis da física não existem nesses filmes, então, é claro, não podemos esperar nenhuma forma de realismo aqui. Tirando algumas cenas de combate corpo a corpo, onde a câmera não conseguiu achar um foco principal, como forma de entretenimento leve, todo o conjunto funciona muito bem. 
Se você não gosta de nenhum dos filmes Fast of the Furious, você não vai gostar deste filme. Se você não gosta dos filmes recentes nesta série e prefere os filmes focados no street racer, você não vai gostar deste filme. No entanto, se você gostou dos filmes 5-7, você provavelmente vai gostar deste filme. Não é um grande filme, mas sabe o que é, e é infinitamente divertido. Eu sinto que seria desnecessário ter mais filmes nesta série, e Fate of the Furious seria uma boa maneira de terminar a série principal, mas eu gostaria de ver spin off filmes, especialmente se é com Jason Statham e Dwayne Johnson,  que seguem com muito potencial.

Sobre o Autor

Dandara Aryadne
Editora, Artista plástica, ilustradora. Criadora e web influencer do site Cinema ATM onde escrevo algumas coisinhas sobre os filmes que assisto.

Deixe seu comentário


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.