PRAIA DO FUTURO (2014) – CRÍTICA:

Praia do Futuro – Ou o mar de nostalgia criado por Karim Aïnouz

Um salva-vidas cearense, seu irmão e um caso de amor com um turista alemão. Na superfície esses são os protagonistas de Praia do Futuro, o filme dirigido por Karim Aïnouz e escrito por Felipe Bragança, Karim Aïnouz e Marco Dutra. Conforme assistimos, percebemos que os protagonistas na verdade são as relações humanas e os sentimentos que nutrimos.

Praia do Futuro

Admito que escrever essa crítica foi duro. Assistir também foi. E não acredito que esta tenha sido uma obra para ser fácil de ver. Há alguma coisa, tanto nas performances, quanto na narrativa e no visual, que pesam. O azul é uma cor muito presente, o tempo todo. E a escolha não é em vão. O azul é a cor que simboliza a frieza, a monotonia, a depressão. Sentimentos difíceis de carregar que ficam palpáveis na narrativa de  Praia do Futuro.

Enquanto conhecemos a vida de Donato (Wagner Moura), um salva-vidas que enfrenta sua primeira perda no mar. Conhecemos também Konrad (Clemens Schick), um alemão amigo da vítima. Os dois se envolvem em um momento particularmente difícil. As emoções apresentadas a partir dessa perda, do medo da morte, da dificuldade em continuar, são o que levam o filme adiante. 

Praia do Futuro

Donato resolve então seguir para Berlin com Konrado, em meio a tentativa de se entender. A dualidade entre seguir por aquele caminho, ou voltar à sua antiga vida. As incertezas sobre seus sentimentos, e suas escolhas. O espectador fica preso em meio à um misto de perguntas sem respostas que segue até o final do filme. Mas a vida precisa de respostas? Não há uma correta.

A passagem do tempo trás de volta Ayrton, divinamente interpretado por Jesuíta Barbosa. Irmão de Donato, vai atrás do irmão que some e se isola da família. Há muita dor no personagem. Um luto por perdas que não foram possíveis de superar. Um jovem que carrega em si a busca por entender porquê do abandono. O reencontro pesa no peito da gente. 

Praia do Futuro

De certa maneira me senti presa na narrativa de Praia do Futuro. Mas não de uma forma agradável, como um filme que não conseguimos parar de assistir. Senti um peso, um desconforto, um desagrado. É sem dúvidas um filme de emoções. Não sei se foi a intenção do diretor Karim Aïnouz, mas foi o que me passou. E talvez isso não seja ruim. Talvez esteja justamente no fato de criar um ambiente tão rico emocionalmente que esteja o melhor de A Praia do Futuro. Criar uma obra que atinja de maneira tão direta quem assiste não é a tarefa mais fácil do mundo, mas ele consegue de forma primorosa.

A edição de Isabela Monteiro de Castro é um ponto a ser exaltado. Os cortes secos, as escolhas visuais, montam e enriquecem o filme. Peca um pouco na sonoplastia, senti que era um filme muito silencioso, quieto. Talvez esse tenha sido o objetivo, mas me incomodou. Saber então que Heroes do David Bowie era a música tema, me desagradou ainda mais. A obra passa longe do clima geral da música. 

Praia do Futuro teve sua estreia no prestigiado Festival de Berlim em 2014, onde concorreu ao Urso de Ouro, perdendo para o chinês Bai Ri Yan Huo, do diretor Diau Yinan.

MISTÉRIO NO MEDITERRÂNEO – CRÍTICA:

MISTÉRIO NO MEDITERRÂNEO – A volta de Adam Sandler raiz!

Adam Sandler está de volta e com ele todo seu humor. Após uma série de filmes com pouca aceitação do público e dos críticos de cinema o ator finalmente renovou seu olhar sobre o gênero de comédia. Adicionando camadas de mistério, assassinato e muitos estereótipos, principalmente os ligados a relacionamento à dois. Mistério no Mediterrâneo é a mais nova produção Original Netflix sob a direção Kyle Newacheck.  Que conta também com a presença da atriz Jennifer Aniston.  Reafirmando a química existente com Adam Sandler tendo em vista que a dupla já atuou no filme Esposa de Mentirinha.

Em Mistério no Mediterrâneo acompanhamos o policial Nick Spitz (Adam Sandler) que persiste em realizar o testes para se tornar detetive e assim alcançar sua tão sonhada promoção. Algo que mantêm escondido de sua esposa Audrey Spitz(Jennifer Aniston). Uma cabeleira aparentemente feliz com seus 15 anos de casamento. Porém reprime uma grande frustração. Já que a promessa de viagem de Lua de Mel à Europa ainda não passa de planos que não foram realizados mesmo após anos de casamento.

Um jantar comemorativo entre amigos começa a trazer a tona questionamentos que causam uma tensão no casal Nick e Audrey. Parte sobre a prometida viagem à Europa, e parte por Nick esconder de Audrey que ainda não passou na prova de detetive. O casal possui uma química incrível. Mostrando a maturidade ao lidar com diferença de opiniões utilizando muitas vezes o humor.

Mistério no Mediterrâneo

Além de brincadeiras internas que suavizam as tensões da vida à dois e com pequenas brigas. Como por exemplo a compra do remédio errado só por ser 50 centavos (50 cents) mais barato. Ou pela obsessão em higiene do outro. Nick é um marido atencioso e dedicado. Que percebe que a viagem à Europa pode ser algo que vai desestabilizar a vida do casal de forma econômica. Mas que é algo necessário para mostrar seu amor por Audrey.

Saindo do cenário de Nova York e partindo para o continente Europeu Mistério no Mediterrâneo começa a ganhar suas camadas de mistério. Sem abrir mão da comédia, ao serem apresentados ao elegante e charmoso Charles Cavendish (Luke Evans).

Mistério no Mediterrâneo

Que de forma inusitada convida o casal para participar de sua reunião de família que será realizada no iate de seu tio milionário Malcolm Quince. Audrey fica extremamente entusiasmada com o convite, porém Nick já possuía planos para o casal. Mas acaba sendo convencido por sua esposa e assim embarcam em uma viagem pelos mares europeus em meio a luxo, intriga familiares e um misterioso assassinato.

Mistério no Mediterrâneo é uma comédia que interage de forma harmoniosa e descontraída com gêneros diversificado. Sem perder o foco no humor. Revelando uma fotografia charmosa e convidativa e apresentando um roteiro que mais parece ser uma quebra da 4ª parede. Já que Audrey e Nick possuem diálogos que muito se assemelham ao de qualquer espectador ao assistir um filme de mistério policial.

Mistério no Mediterrâneo

Mistério no Mediterrâneo surpreende por trazer um olhar mais cotidiano sobre seu oposto. A interação entre Adam Sandler e Jennifer Aniston é o auge de todas as cenas. Fazendo do filme uma ótima opção para assisti. E podendo ser considerado um dos melhores trabalhos de Sandler nos últimos anos.