UMA DOCE MENTIRA – DICA ATM:

UMA DOCE MENTIRA: UMA SURPRESA REALMENTE DOCE

A primeira indicação, Uma Doce Mentira parece um clichê não muito convidativo. Mas quando se dá uma chance, ele pode realmente crescer em seu conceito. Não é um filme muito antigo mas traz uma contemporaneidade bem presente e o tema parece ser bem moderno.
Uma Doce Mentira
A personagem Émilie, interpretada por Audrey Tautou, é uma cabeleireira bastante ocupada e preocupada com sua vida, é centrada nela mesma e nos problemas que enfrenta no dia a dia em seu trabalho, não se preocupa com romance ou vida social, na verdade ela não tem a paciência para isso, viu durante anos sua mãe em um casamento sem futuro e só sabe ouvir das clientes o quanto seus maridos são ruins, então prefere se focar nela mesma por enquanto. Até que ela recebe a carta e para falar a verdade é uma reação bem engraçada referente a isso, ela se sente ofendida, verdadeiramente ofendida por isso e com uma raiva bem cômica.
A ideia de enviar a carta para mãe surge como uma brincadeira inocente e ela não suspeitaria em um milhão de anos que o autor da carta é seu próprio empregado Jean. Tudo poderia dar certo se fosse uma coisa de uma vez só, mas ela vê a felicidade da mãe e acaba ficando viciada em escrever as cartas, até que a mãe sugere um encontro e ela pede o favor ao homem mais próximo em sua vida, seu empregado Jean, e a confusão ganha um centro ainda mais tenso transformando Émilie em uma mulher ainda mais caótica.
Uma Doce Mentira
Tira-se incríveis risadas com Audrey Tautou em Uma Doce Mentira. Ainda mais dentro de seu salão que é o cenário principal dos conflitos, ainda devo dizer que alguns closes de rosto, muito típicos de comédias francesas nos dão um deslumbre de que mesmo ela recusando o amor, ela ainda espera ser amada, é uma interpretação maravilhosa da atriz e um dos poucos personagens dela onde ela está mais leve em sua história.
A atriz Nathalie Baye dá vida a Maddy a romântica mãe de Émilie. No começo é apenas uma mulher amargurada que vive na rotina de sua vida depois de ser abandonada pelo marido e sem querer negligenciada pela filha, sua visão de vida tão simples e ingênua, muita das vezes, irrita Émilie a afastando da mãe. Mas conforme vemos o progresso da personagem, podemos perceber que há um fogo dentro dela, uma força sutil que não era desperta a muito tempo e ela se torna bonita, sinceramente bonita, é uma transformação até mesmo na iluminação onde a personagem é filmada, mal dá pra se perceber, só se prestar bastante atenção, mas nos dá outros olhos para Maddy, libertando-a da vida presa que ela vivia.
Ainda temos Jean, interpretado pelo ator Sami Bouajila (Nova York Sitiada), o então tímido autor da carta. Ah, ele é tímido, mas ele engana. No começo do filme é uma presença fantasma para Émilie. Ela o rejeita como homem, todos os homens, e isso só torna difícil para ele conquistar o seu amor. Fora que ele trabalha no salão dela como recolhedor de lixo. Um trabalho bem simples que faz com que Émilie não o considere em hipótese alguma. Isso até ela precisar dele, e é ai que ele consegue enxergar a verdadeira faceta da mulher que ele então pensava estar apaixonado. Ela não vivia em seu pedestal, ele consegue perceber o quanto ela é desesperada e o quanto ela quer ser amada.
Claro que ele não facilita, pois ele também tem certos problemas a reconsiderar. Mas conforme ele a percebe mais, ele também vai se autoanalisando para então entender o que sente por essa mulher.
Uma Doce Mentira
Uma Doce Mentira é um filme bastante divertido. Uma comédia romântica francesa com um roteiro bem trabalhado, bem filosófico, tipico francês. Mas também bastante atual e pessoal. Sim, o roteiro é bastante pessoal, como se tivesse sido escrito por alguém para alguém. É como ler uma carta de amor, que é esse o assunto principal, é algo bem pessoal… São infinitos os motivos para assistir esse filme, ainda mais combinando com o dia de hoje e uma ótima recomendação.

Sobre o Autor

Dandara Aryadne
Editora, Artista plástica, ilustradora. Criadora e web influencer do site Cinema ATM onde escrevo algumas coisinhas sobre os filmes que assisto.

Um comentário sobre “UMA DOCE MENTIRA – DICA ATM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *